Saturday, 24 July 2010

FUTEBOL CULT: A lenda do “cavernoso” FC St. Pauli



TEXTO ESCRITO NO ANO DE 2007
Escrito por Ilona Rechlin

A notoriedade do talvez mais lendário e cultuado clube de futebol alemão, o FC St. Pauli, que hoje participa da 2ª divisão da Bundesliga, não é devido às belas goleadas, técnicas que decidem um jogo ou até mesmo o brilhantismo de seus jogadores. É um clube idolatrado e respeitado pelos fãs por sua história – dramaticamente recheada de altos e baixos – e sua criatividade em rebater frustrações.

Desde sua fundação, em 1910, o FC St. Pauli está abrigado no bairro de mesmo nome, em Hamburgo, refletindo o caráter único dos moradores da região e lotando o estádio do Millerntor, onde treina e costuma jogar. Suas primeiras goleadas significativas foram dadas depois da II Guerra Mundial, quando chegou nas semifinais da liga regional norte. Em 1977 conseguiu alcançar o primeiro escalão da Bundesliga pela primeira vez.

As mudanças do bairro, com o agrupamento cada vez maior de estudantes, punks e artistas, acabou formando uma legião de fans alternativos nos meados da década de 80. Pela primeira vez uma bandeira com uma caveira foi hasteada no Millerntor, refletindo o jeito rebelde e lutador do clube e dos fãs, e que desde então é símbolo do FC St. Pauli.

Essa postura tornou-se mito em 1988, quando o clube conseguiu retornar ao primeiro escalão da Bundesliga após um jejum de 10 anos . Pode-se dizer que foram travadas verdadeiras lutas em campo contra clubes titãs do futebol alemão, embalada pela nova torcida. Também fora dos estádios, na área da política, o time deixou suas marcas: foi o primeiro a banir tendências de direita radical (neonazistas) de seu estádio, um exemplo seguido até hoje por vários outros clubes.

O time conseguiu se manter até 1991 na elite do futebol alemão, retornando em 1995. Em 1997 o time voltou à 2ª divisão, onde ficou até a temporada 2001/2002 – a última jogada no primeiro escalão. Com a doce lembrança de um futebol marcado pela criatividade, os fãs e jogadores jamais se esquecem da data histórica do dia 6 de fevereiro de 2002, quando a equipe venceu o FC Bayern München por 2x1 no Millerntor. Logo mandaram imprimir o slogan Weltpokalsiegerbesieger, que quer dizer algo como "vencedor sob o campeão do troféu mundial" em camisetas, até hoje vendidas nas lojas de artigos para fãs do FC St. Pauli.

Entretanto, a pior crise esportiva e financeira aconteceu na mesma temporada, quando o clube quase teve que fechar as portas. Graças à organização e ao apoio dos fãs, foi salvo por uma campanha inédita na história do futebol alemão: a chamada “Campanha Salvadora”, que incluiu a confecção e venda de camisetas com estampas e slogans, apelando para a salvação do clube. Não é à toa que ficaram conhecidas como Rettershirts, ou seja: camisetas salvadoras

Entre as ações dos fãs, ficou a inesquecível ação na Reeperbahn, onde valia o lema “beber por St. Pauli”. Até mesmo pedaços de gramado do estádio eram vendidos simbolicamente para reverter os lucros ao clube e sanear suas dívidas. As lojas de artigos de fans do time fazem cada vez mais sucesso entre os adeptos do clube. Após chegar à liga regional norte, o clube retornou este ano para a 2ª divisão da Bundesliga, mas é cultuado e festejado como nenhum outro.


0 comments :

Post a Comment