5ª rodada - 1.FC Nurnberg vs. FC St. Pauli

FC St Pauli vence partida fora de casa com placar de 0:1

Clima festivo no último jogo em casa, apesar do empate

Último jogo em casa termina com placar de 1:1

Um alívio momentâneo nessa reta final

Time vence jogo contra o Würzburger Kickers por 1:0

Quando eu estive no Millerntor

Experiência Inesquecível

Monday, 11 September 2017

5ª rodada - 1.FC Nurnberg vs. FC St. Pauli

O FC St Pauli foi ao campo do Nurnberg pela 5ª rodada da 2.Bundesliga.  A pergunta que pairava no estádio era qual dos dois times estava mais desfalcado. O FCN também estava com alguns jogadores importantes fora, restava saber qual deles se sairía melhor com as mudanças.

O primeiro tempo seguiu equilibrado apesar das tentativas iniciais dos anfitriões em desestabilizar o FC St. Pauli. No segundo tempo, sem alterações, começou com o FCN um pouco melhor que o FC St. Pauli, mas como quem ganha é quem marca gol, the Boys in Brown marcaram o único gol da partida aos 63' com gol de Waldemar Sobota

Reprodução: Witters - FC St. Pauli


Com a vitória de hoje o time soma 3 vitórias, sendo 2 fora de casa, e em 5º lugar na tabela.
O próximo jogo será em casa no sábado 16/9, as 13:00 no horário local e as 8:00 aqui no Brasil. O nosso adversário será o FC Ingolstadt 04, atual 15º na tabela. 

Será dia de acordar cedo para acompanhar o time.

Reprodução: Witters - FC St. Pauli


Ficha da partida:

1. FC Nürnberg

Kirschbaum – Margreitter, Löwen, Ewerton – Petrak, Behrens - Leibold, Valentini – Werner (84. Ishak), Möhwald (30. Hufnagel), Salli (73. Teuchert)
Técnico: Michael Köllner 

FC St. Pauli

Himmelmann - Dudziak, Avevor, Hornschuh, Buballa - Nehrig, Flum (79. Neudecker) – Sobota, Møller Dæhli (74. Schneider), Litka (83. Kalla) - Allagui
Técnico: Olaf Janßen

Gols: 0:1 Sobota (63.)

Cartões Amarelos: Valentini, Ewerton / Nehrig, Dudziak

Árbitro: Daniel Schlager

Público pagante: 27.375

Imagens: Site Oficial FC St. Pauli

Saturday, 2 September 2017

4ª Rodada: FC St. Pauli vs FC Heidenheim

Por Yuri Suziki




Pela quarta rodada da temporada 2017/18 o St. Pauli recebeu no último sábado (26) em uma bela tarde de sol em Hamburgo o FC Heidenheim, diante de um público ”Sold Out” de 29.546 pessoas.

Em busca de sua segunda vitória no campeonato o time veio a campo com apenas uma mudança em relação ao último jogo, o técnico Olaf Janßen deixou o meia Möller Deahli no banco para em seu lugar entrar no onze inicial o também meia Cenk Sahin.

Ambos os times entraram em campo com formações bem compactas na maior parte do tempo e com defesas muito bem postadas dentro de campo, o St. Pauli apostou muito nos contra-ataques principalmente com o meia Cenk Sahin armando as jogadas e sempre visando o número 9 (Bouhaddouz), mas faltava organização e qualidade no toque de bola, e assim ,entregando a bola facilmente a defesa adversária em partes cruciais do campo de ataque.




A primeira boa chance do jogo foi do Heidenheim aos 27’ com o lateral Arne Feick recebendo a bola pela direita e dando um potente chute cruzado que passa raspando a esqueda do gol de Himmelmann. No minuto seguinte o St. Pauli respondeu com um bom contra ataque, Sahin toca para Dudziak que chuta, mas passa acima do gol adversário sem grandes perigos para o arqueiro Müller.

O St. Pauli manteve um bom ritmo de jogo durante um morno primeiro tempo, com maior posse de bola mas com sérias dificuldades para passar pela defesa adversária, já o Heidenheim visava sempre bolas aéreas na área do St. Pauli, mas sem muito sucesso. Sem grandes jogadas, as equipes vão para o intervalo com um 0-0 no placar.

Na volta para o segundo tempo o St Pauli faz a sua primeira mudança: Sai Sami Allagui após um primeiro tempo apagado para a entrada de Möller Daehli, substituição que muda a realidade das jogadas do time de forma significativa na segunda parte, mas logo aos 47’, o zagueiro Avevor dá um susto com uma bola má recuada para o goleiro onde entrega uma bola facil para o adversário, que força uma saída desesperada de Himmelmann que afasta o perigo. O Heidenheim chega novamente aos 49’ com um bom chute a gol de Titsch-Rivero, que passa cim perigo novamente a esquerda do gol do St. Pauli.

O ataque marrom e branco só foi dar as caras aos 51’ com Daehli com um chute sem perigo no meio da meta para uma fácil defesa do arqueiro adversário e novamente aos 53’ com uma cabeceio após um escanteio mas também sem grandes perigos.

O St. Pauli começou a aparecer mais na segunda parte do jogo principalmente com jogadas de escanteio e de bolas aéreas, na maior parte com a dupla Daehli-Bouhaddouz, que renderam boas oportunidades para o time da casa principalmente nos últimos 30 minutos de jogo, onde o time começou a pressionar bastante e o Heidenheim começa a se acanhar em seu campo de defesa, e aos 60’ o professor Jansen realiza sua segunda substituição: Entra Flum, e Nehrig deixa o gramado, esta substituição irá mudar o destino do jogo, mas já chegaremos lá...




O St. Pauli pressiona bastante nos últimos 15 minutos de jogo com vários cruzamentos para Bouhaddouz e bons chutes ao gol forçando o goleiro adversário fazer boas defesas e com isso a partir dai o Heidenheim começa a jogar de forma mais dura e o jogo começa a ficar mais faltoso, mas o juizão controla bem o jogo, mas se envolve em um lance polêmico aos 74’ em um cruzamento do Heidenheim, o número 6(Avevor) claramente coloca a mão na bola dentro da área, pênalti na minha opinião, mas o juiz manda seguir, melhor para o St. Pauli.

Nos últimos 5 minutos o St. Pauli chega com perigo 3 vezes, com jogadas provenientes de cruzamentos na área, levando bastante perigo a meta adversária, até que nos acréscimos o St. Pauli chega novamente com perigo e a bola vai para escanteio...




Na cobrança Daehli cruza, Bouhaddouz cabeceia, a bola resvala em dois zagueiros antes de sobrar para Johannes Flum que empurra facilmente para o gol! TOOR! O estádio vai a loucura com o gol no ÚLTIMO LANCE do jogo. Nos gostamos de emoção, mas não é para tanto!

Com isso o St. Pauli garante seus suados 3 pontos e sobe duas posições, ficando na oitava colocação na tabela com 7 pontos, mas ainda pode ser ultrapassado pelo  Braunschweig que joga dia 29, fora de casa contra o Kaiserslautern.

O próximo confronto do St. Pauli pela 2.Bundesliga é contra o Nünberg, fora de casa no próximo dia 12 as 20:30 (hora local).

FORZA ST. PAULI!












Tuesday, 1 August 2017

Início de temporada animador

Moin Moin Meine Freunde

Sessenta e oito dias desde a ultima partida da temporada passada e o St. Pauli voltou a campo, no mesmo estádio contra o mesmo adversário, o Bochum. E para começar bem esta temporada, nada melhor que iniciar com uma vitória, que para nossa alegria, se concretizou graças ao gol de Buchtmann.

A equipe agora comandada por Olaf Janssen apresentou um futebol  agressivo, de boa marcação e imposição de ritmo, acuando a equipe do Bochum até os 30 minutos, durante este período, algumas chances foram criadas, como os chutes de fora da área de Nehrig e Buchtmann. Depois dos 30 minutos, os mandantes conseguiram equilibrar a partida, mas não apresentaram risco para Himmelmann. Para o St. Pauli, Allagui ainda obrigou Riemann a realizar uma boa defesa em um chute cruzado.


Fonte: Bundesliga.de


Satisfeito com a apresentação do primeiro tempo, Janssen não modificou a equipe, mas o Bochum alterou até o esquema, deixando o 3-5-2 de lado e vindo a campo em um 4-4-2. A mudança de esquema colocou os mandantes no jogo e apresentando equilíbrio entre as equipes na segunda etapa.

Fonte: Bundesliga.de

Logo aos 5 minutos, após cruzamento mal cortado por Himmelmann, Danilo Soares chuta cruzado, mas Himmelmann realiza boa defesa com os pés, na sequencia do lance, Eisfeld recebe na entrada da área e novamente Himmelmann defende, segurando a bola com os joelhos. O St. Pauli em seguida respondeu com Allagui, batendo sobre o gol.
O Bochum chegou mais uma vez, sendo parado pelos pés de Himmelmann e um pouco depois reclamando de um suposto pênalti não marcado.

Aos 65 minutos, o tão esperado gol saiu, e da forma como o time estava jogando. Com uma marcação forte a bola foi roubada na defesa, Daelhi fez um longo lançamento para a ponta esquerda de ataque, Allagui dominou, esperou o posicionamento dos companheiros e rolou para a entrada da área onde Buchtmann chegou batendo de esquerda  no canto, sem chance para o goleiro. Bochum 0 x 1 St. Pauli.


Fonte: Twitter - St. Pauli


Sem forças para reagir o Bochum arriscou chutes de fora da área e cruzamentos sem efeito não levando mais perigo ao gol do St. Pauli, que controlou bem o final da partida, garantindo uma importante vitória e os primeiros três pontos do campeonato.

Com o final da primeira rodada (Heidenheim x Erzgebirge Aue foi suspenso, ainda sem data para realização da partida) o St. Pauli ocupa a 5ª posição pelos critérios de desempate, empatado com Nuremberg, Arminia, Dynamo Dresden, Union Berlin e Darmstadt. A próxima partida será segunda feira, em casa contra o Dynamo Dresden.

VfL Bochum

 Riemann – Gyamerah, Hoogland, Bastians – Celozzi, Losilla – Gündüz (46. Merkel), Eisfeld (68. Saglam), Danilo – Wurtz, Diamantakos (75. Mlapa)
Técnico: Ismail Atalan

FC St. Pauli

 Himmelmann – Kalla, Hornschuh, Sobiech, Buballa – Sobota (90. Zander), Nehrig, Buchtmann, Møller Dæhli (81. Choi) – Allagui (69. Sahin), Bouhaddouz
Técnico: Olaf Janßen

Gol: 0:1 Buchtmann (65.)

Cartões Amarelos: Danilo / Kalla

Árbitro: Bastian Dankert (Rostock)

Público: 27.350

Wednesday, 26 July 2017

Here we go again


Reprodução - FC St. Pauli Oficial

Nesta sexta-feira, 28/07, mais uma temporada se inicia para o FC St. Pauli na 2.Bundesliga. Tivemos algumas mudanças significativas para a nova temporada, como a chegada do técnico Olaf Janssen, no lugar do chefe Ewald Lienen que foi para o cargo de diretor técnico do time.


Tivemos a saída de alguns jogadores como Sören Gonther, que foi para o Dynamo Dresden (uma troca que causou espanto nos torcedores); Nico Empen, que foi para SC Weiche Flensburg 08; e Dennis Rosin que foi para o Werder Bremen II.

Mas o time também ganhou novos jogadores, alguns vindo do St Pauli II como Brian Koglin (defesa), Yi-Young Park (meia), Jan-Marc Schneider (atacante); Clemens Schoppenhauer que veio do Würzburger Kickers com contrato até 30/06/2019 para a nossa defesa, Sami Allagui que veio do Hertha Berlin também com contrato até 30/06/2019 para o nosso ataque; Luca Zander do Werder Bremen II vieram como empréstimo para reforçar o time no meio de campo e na defesa, respectivamente.

Também tivemos a grata surpresa da contratação definitiva de Cenk Sahin, que até então jogava no time como empréstimo. O FC St Pauli contratou o jogador em definitivo com contrato até 30/06/2021.

O fato do time ter se dado bem em todos os amistosos antes do início da temporada chegam a dar um ânimo para começar, uma esperança de que o time esteja ‘em forma’, mas vamos ver se esse empenho irá se manter que é o que realmente vale para nós.

Na sexta-feira o jogo será fora de casa contra o VfL Bochum, as 20:30 no horário local e as 15:30 no horário de Brasília. Como de costume disponibilizaremos os links no dia da partida.

Bom começo de temporada para o time e para nós.

Força St. Pauli!!

Sunday, 21 May 2017

FC St Pauli encerra a temporada em grande estilo

Post de 2 autores. Eu, Lou Leal, escrevi a primeira parte, e o Rafael Heckler a análise da partida na segunda parte. 


Enfim, o fim da temporada.

Que 2ª fase emocionante nós tivemos. Ao finalizar o primeiro turno da temporada, o St Pauli estava em uma situação bastante complicada. Em último lugar ou nas últimas posições há muitas rodadas, acreditar numa recuperação do time era algo bem difícil. Mas quem é fã do time e o acompanha a bastante tempo, sabe que milagres podem acontecer em se tratando de St. Pauli.

O time no início do 2º turno

O time no final do 2º turno


Tabela final de hoje

 Crer em uma ascensão seria demais, mas acreditar que o time pudesse escapar dessa era mais do que possível e real. A gente xinga, a gente sofre, mas a gente acredita (claro que sempre tem alguns céticos). E toda essa crença vale a pena, pois tivemos uma segunda rodada muito satisfatória. Das 17 rodadas da segunda fase, o time perdeu 3 vezes, empatou 4 e venceu as outras 10. Ficou invicto nas 8 últimas rodadas.


Na próxima temporada não teremos mais Thy, Dæhli e Gonther. Thy volta para o Werder Bremen, Dæhli volta para o Freiburg e o Gonther vai para o Dynamo Dresden (??).


E claro que o encerramento tinha que ser em grande estilo, conforme o Rafael Heckler relata logo abaixo.

Encerrando a participação na 2.Bundesliga, temporada 2016/27, o St. Pauli enfrentou pela 34ª rodada o VfL Bochum no Ruhrstadion. As duas equipes não tinham maiores pretensões no campeonato, pois não brigavam por vaga, apenas para cumprir tabela.

O primeiro tempo foi marcado pelos excessivos erros de passe das duas equipes, que contribuíram para uma produção ofensiva aquém do esperado, mesmo assim tivemos gols e momentos de perigo.

Reprodução: Site Oficial - Witters

Aos 7 minutos, após levantamento mal afastado pela defesa, Selim Gündüz pega rebote na entrada da área, colocando a bola no canto esquerdo de Heerwagen, abrindo o placar para os mandantes, 1x0.

O Bochum após marcar, aplicou uma pressão criando mais uma chance, desta vez com Mlapa em finalização sobre o gol. Com 21 minutos passados, o St. Pauli responde com Hornschuh, que arrisca fraco para a defesa de Riemann.

Aos 23 minutos, após receber um lançamento próximo ao escanteio, Bouhaddouz cruza rasteiro e Thy aparece na entrada da pequena área e coloca a bola entre as pernas do goleiro, empatando a partida, 1x1.

Reprodução: Site Oficial - Witters

 Aos 29 minutos, tivemos uma importante perda para o restante da partida. Em uma disputa de bola na lateral, Mlapa aplica um tranco em Ziereis, que ao cair sente a perna esquerda e é substituído por Kalla.

O St. Pauli ainda criou mais chances antes do intervalo, aos 36 minutos Riemann foi obrigado a afastar para escanteio uma tentativa de Nehrig, nos minutos seguintes, chances com Thy, duas vezes e Nehrig foram bloqueadas. Final do primeiro tempo.

O segundo tempo iniciou sem alterações, inclusive de postura. Rapidamente o St. Pauli assumiu a liderança no placar. Com 55 minutos, Ryo Miyaichi cobra escanteio na cabeça de Sobiech, que coloca os visitantes em vantagem, 1x2.

Após sofrer a virada, o Bochum tentou pressionar, mas foi pouco efetivo. Como um chute sobre o gol aos 77 e aos 83 em um bate rebate na área, afastado por Kalla em cima da linha.

Essa pressão ajudou o St. Pauli, que se aproveito dos espaços dados e aplicou contra-ataques, como um aos 86 minutos, em que Thy ganha na corrida, gira sobre o marcador e bate no contrapé do goleiro, fazendo 1x3.

Reprodução: Site Oficial - Witters


Ficha da Partida


Vfl Bochum

Riemann – Bastians, Fabian (78. Quaschner), Hoogland, Losilla – Eisfeld, Stiepermann, Saglam- Mlapa, Gündüz e Wurtz (62. Weilandt).

Técnico: Gertjan Verbeek

FC. St. Pauli


Heerwagen – Hornschuh, Sobiech, Gonther, Ziereis (31. Kalla) – Buballa, Nehrig, Flum – Miyaichi (69. Neudecker), Bouhaddouz, Thy

Técnico: Ewald Lienen

Gols: 1:0 Gündüz (7), 1:1 Thy (23), 1:2 Sobiech (55), 1:3 Thy (86).

Cartões amarelos: Eisfeld, Stiepermann, Gonther,Kalla e Neudecker.

Árbitro: Christof Günsch


Público: 27.600